romanee-1050x908Cumprindo prisão domiciliar em São Paulo, após ser condenado por lavagem de dinheiro, o deputado federal cassado Paulo Maluf colocou sua adega a venda. As informações são do jornalista Lauro Jardim, d’O Globo.

São 362 garrafas das melhores safras de vinhos, que foram disponibilizadas por um valor total de 3.889 milhões de dólares, o que dá cerca de R$ 15 milhões.

Dentre os rótulos, um dos mais relevantes é o Romanée-Conti, já que Maluf é um dos maiores colecionadores do Brasil. A garrafa mais cara sai por R$ 258 mil: uma magnum (de 1,5 litro), do Romanée-Cont de 1971.

A única exigência feita para os potenciais compradores é que o pagamento deve ser feito em dinheiro.