x81833386_EL-Rio-de-Janeiro-RJ-25-03-2019Gourmet-Pratos-com-lavanda.-Foto-Leo-MartinsAgencia-O.jpg.pagespeed.ic.mpVAkAuYtMNa bagagem de uma viagem à Europa ou de um passeio na serra, chefs de cozinha estão trazendo algo em comum: ramos de lavanda. A flor virou ingrediente de gastronomias variadas, que vão da japonesa à italiana, passando ainda por padaria, sorveteria e restaurante de vegetais. A cor roxinha e o sabor aromático estimulam os chefs a inventarem combinações lindas de ver e gostosas de provar.

Na Vero Gelateria, em Ipanema, Andrea Panzacchi criou um sorvete de lavanda com limão-siciliano que esgota rapidinho. Já do forno da sua pizzaria al taglio , sai um sabor surpreendente, que leva batatas cortadas fininhas, alecrim, base de mussarela e as pétalas.

— O sabor é incrível, mas eu temia causar estranheza demais e o produto não ser bem aceito. Para a minha surpresa, os cariocas gostaram muito do sorvete. Trago as flores secas de herboristerias da Itália ou da França, e tenho o sabor durante o ano todo. Aqui, faço uma infusão à frio e transformo a flor em ingrediente — conta Andrea.

Erik Nako criou uma panna cotta de queijo grana padano, crocante de trigo sarraceno coberta por um melado de limão e lavanda para o rol das sobremesas do Maria e o Boi, em Ipanema.

— Uso uma lavanda fresca lá do meu sítio em Itaipava, por isso tem um sabor muito intenso. O segredo é não infusionar demais. Quando há exagero, parece que comemos perfume — avisa Erik.

Depois de muitos testes, Daniel Biron, do bar de vegetais Teva, definiu que a lavanda de campos de Long Island, em Nova York, é a melhor para a sua cozinha. A coloração mais vibrante (dê uma olhadinha no rosa pink da limonada aqui em cima) foi decisivo para ele bater o martelo. Além da bebida, Daniel faz um crumble de frutas vermelhas com crocante de aveia, amêndoas e nuts variados que leva uma colherada de chantilly de lavanda por cima.

— Sou fã da flor. A cor, o aroma e o sabor são inigualáveis e característicos. O gosto, apesar de sutil, fica bem presente. Percebo que a flor ainda é considerada um ingrediente inusitado e faz sucesso muito pela surpresa do visual e pelo sabor diferente — comenta Daniel.

O novo cardápio de drinques da pizzaria Mamma Jamma conta com uma opção que leva vodca infusionada com a flor por uma hora, purê de lichia, espumante, Martíni Bianco e manjericão. Outro bartender que aposta no roxo é o Barão, que para o Beef Bar Escondido, em Copacabana, desenvolveu o drinque com tequila prata, sorbet de lavanda com limão-siciliano, licor de açaí e crosta de mini pétalas de flores do campo para decorar.

Bolos e docinhos também combinam com lavanda. A confeiteira Carolina Sales prepara um brigadeiro branco com chá de lavanda que faz sucesso nas mesas de festas. Na Artesanos Bakery, no Recreio, há um bolo de laranja com calda de lavanda que, além de lindo, tem um sabor cítrico que combina com o floral.

— A fruta traz uma acidez interessante ao sabor intenso e até amarguinho da lavanda, destacando as notas florais — comenta Mariana Massena, sócia da padaria, que ainda serve um elixir de limonada de coco com a flor.