Nos últimos anos, o chef José Andrés e sua organização sem fins lucrativos, a World Central Kitchen, vêm trabalhando para alimentar as pessoas passam por situações de crise pelo mundo.

Segundo o site Food and Wine, ele e a organização estão agora nas Bahamas, operando cozinhas de socorro após a passagem do furacão Dorian.

De acordo com a agência de notícias Associated Press, a tempestade, com ventos de até 185 quilômetros por hora, causou “danos apocalípticos”, com em sete mortes relatadas até o momento. As ilhas de Abaco e Grand Bahama estão entre as mais atingidas.

Desde que chegou à região, Andrés e sua equipe têm fornecido atualizações sobre os esforços de socorro. Em 1º de setembro, a organização relatou em seu site que o chef e os integrantes da equipe de socorro ainda estavam em Nassau, prontos para começar a cozinhar assim que a tempestade passasse.

A expectativa é servir pelo menos 10 mil refeições aos moradores locais. A CNN relatou que ao deixar Nassau e seguir para as ilhas Abaco na terça-feira, José Andrés levou mais de 2 mil sanduíches e 3 mil refeições quentes.